Energia elétrica com Sistema de energia solar ou sistema fotovoltaico.

3 de fevereiro de 2017 - 23:50

A alta acumulada da energia elétrica nos últimos anos, a escalada de preços da eletricidade e as incertezas do futuro da economia vem impactando diretamente a qualidade de vida das pessoas.
Nesse cenário dá-se início á criação de diferentes fontes de geração de energia elétrica e umas delas é a captação de energia solar através de placas fotovoltaicas.
Foto: Portal Solar
O sistema de energia solar ou sistema fotovoltaico é um sistema capaz de gerar energia elétrica através da radiação solar.
Existem dois tipos básicos de sistemas fotovoltaicos: Sistemas Isolados e Sistemas Conectados à Rede.
Os Sistemas Isolados são utilizados em locais remotos ou onde o custo de conectar o imóvel á rede elétrica é elevado. São utilizados em casas de campo, casa de retiros, mas também na iluminação de vias e telecomunicações, etc.
Os Sistemas Conectados já são conectados à rede, substituem ou complementam a energia elétrica convencional disponível na rede elétrica.
Foto: Luciano Egídio
Vamos nos ater nessa postagem aos sistemas conectados á rede para que você tenha uma noção mais clara do custo-benefício do sistema.
Embora o investimento a esse sistema ainda seja alto para a maioria das pessoas, á medida que essas inovações evoluem mais baratas vão ficando as instalações e mais rápido o retorno do investimento.
Para saber qual é o sistema de energia solar residencial ideal para sua casa, a primeira coisa a fazer é analisar a sua conta de luz e verificar o consumo mensal de energia elétrica que é mostrado em kWh.
Foto: Energitec Solar
O sistema fotovoltaico padrão conectado na rede elétrica da sua residência é composto por um kit com placas solares, os painéis fotovoltaicos, inversor solar, estrutura de fixação, cabos e conectores específicos para energia fotovoltaica e alguns outros materiais elétricos que você pode encontrar em qualquer loja especializada.
O ideal é comprar o sistema fotovoltaico completo.
Um sistema fotovoltaico completamente independe necessita da instalação de baterias, porém custa mais caro, se quer dizer “goodbye forever” à distribuidora de energia elétrica da sua cidade esta é uma solução possível.
Foto: Viridian
FUNCIONAMENTO
O painel solar instalado no telhado da casa gera energia elétrica em corrente continua quando a luz do sol incide sobre nele, a energia gerada pelo painel solar passa pelo inversor solar que alterna a corrente contínua para alternada e, equaliza com a frequência da sua residência.
Desta forma a energia solar e energia elétrica se tornam iguais.
A energia sai do inversor e é conectada á rede de energia da sua casa, normalmente o sistema é conectado junto ao quadro de distribuição elétrica.
Foto: N5sis
Essa energia elétrica vai sendo utilizada pelas luzes da casa, eletrodomésticos e tudo o que consome energia que esteja conectado nas tomadas.
Nos dias em que não houver sol suficiente (dias chuvosos, por exemplo) para gerar energia para sustentar o consumo diário de sua casa, a Distribuidora de energia da sua cidade fornece o restante necessário.
Se o sistema instalado na sua casa gerar mais energia solar do que o consumo diário, essa energia excedente segue para a rede da distribuidora elétrica e gera um “crédito de energia” para você. Esse crédito será usado automaticamente nos dias em que seu sistema gerar menos energia, e pode ser utilizado em até 36 meses.
Foto: Renovar Soluções Sustentáveis
O sistema de energia solar ou sistema fotovoltaico apresenta uma série de vantagens que vale a pena serem consideradas:
– Além de diminuir a conta de luz e economizar energia, sua residência se torna independente dos constantes aumentos das tarifas.
– Embora o sistema se utilize de geradores ele não gera barulho, nem poluição.
– Sua instalação é rápida, as empresas conseguem instalar o sistema completo com 1 dia de trabalho.
– Sua manutenção é muito baixa. Os painéis requerem uma limpeza básica com água a cada 6 meses.
– Para o inversor solar será necessário substituir algumas peças depois de 5 ou 10 anos. No geral o sistema de energia solar para residências é feito para durar 25 anos com manutenção mínima. O risco de choque durante a manutenção é muito baixo desde que instalado corretamente.
– Existe a possibilidade de instalação em apartamento, desde que este tenha espaço suficiente para tal, mas é pouco provável que tenha pois os apartamentos atuais tem áreas muito reduzidas.
Foto: Renovar Soluções Sustentáveis
– A instalação do sistema para as unidades habitacionais de um condomínio vai depender se sua laje de cobertura é grande o suficiente para acomodar a dimensão necessária do sistema.
– Escolhendo um sistema de fixação de boa qualidade poderá remover os painéis solares, o inversor e até mesmo algumas partes do sistema de fixação podem ser desaparafusadas e reaproveitadas em uma mudança de casa.
– As placas solares de qualidade possuem, em sua maioria, um vidro temperado de 3,2 mm á prova de granizo. Embora bastante resistentes, você não deva andar sobre elas, pois isso cria microfissuras nas células fotovoltaicas e você muito provavelmente terá um desempenho muito menor.
Os custos com o sistema de energia solar variam de acordo com a dificuldade de instalação no telhado, o tipo de telha e com a qualidade dos componentes.
Foto: Portal Solar
O custo de um sistema fotovoltaico varia de acordo com a área da casa e seu consumo de energia elétrica:
Casas pequenas consumo até 1,5wp entre de R$ 15.000 a R$ 20.000.
Casas médias, consumo entre 2 e 3 wp custa de R$ 19.000 a R$ 32.000.
Casas grandes consumo entre 4 e 5wp custa de R$ 32.000 a R$ 47.000.
Sim, o custo ainda é alto e o retorno é por volta de 6 anos. Mas ainda assim, vale a pena se planejar para buscar o máximo de independência frente a alta de custo da energia elétrica.
Animado para começar a investir nesse sistema?
Procure um fornecedor de sua confiança e um arquiteto para que eles trabalhem em parceria e a instalação das placas não interfira na estética da sua casa.
Fonte: http://www.dicadaarquiteta.com.br/2017/01/energia-eletrica-com-sistema-de-energia.html